Stilo e Cultura


A princesa Diana chegou a frequentar bares gays nos anos 80 com Freddie Mercury, segundo o livro "The Power of Positive Drinking" da comendiante Cleo Rocos. A informação é do tablóide britânico The Sun. Rocos conta na publicação que ela e o cantor teriam vestido Diana com uma jaqueta do exército, boné e óculos de sol para uma noite no Royal Vauxhall Tavern, no sul de Londres.

A comediante conheceu a princesa na cobertura do amigo e comediante Kenny Everett que, na ocasião, teria revelado seus planos para ir a um bar gay no final da tarde.

"Freddie disse a ela que estava indo para o Real Vauxhall Tavern, um famoso bar gay em Londres. Diana disse que nunca tinha ouvido falar dele e que gostaria de vir", diz Rocos.

"Isto não é para você ", teria dito Kenny, e completou: "Está cheio de homens gays peludos. Às vezes há brigas fora". Quando o trio entrou no bar se deu conta que não havia como disfarçar que se tratava da princesa Diana e que seriam descobertos a qualquer momento. Entretanto, para a surpresa de todos, os frequentadores não pareceram se importar com a presença da princesa. "Ela se misturou e foi como se desaparecesse no meio deles, mas adorou", conta a comediante.

Rocos disse ainda que como a princesa não era o foco das atenções os três puderam curtir uma noite normal e pedir drinks.

A princesa de Gales morreu em um acidente de carro em Paris em 1997 e Mercury faleceu em 1991, depois de uma doença relacionada à Aids.

Fonte: Ego


Read More …


Na última sexta-feira (29) Caroline Oliva Neiva conta ter tido uma surpresa desagradável ao comprar quatro bombons Serenata de Amor em uma loja na Ilha do Governador. Segundo a internauta, em três deles havia larvas, que ela fotografou.

"Tentei ligar para o SAC da Garoto [marca responsável], mas o tempo de espera em muito supera 15 minutos. Mandei e-mail e não obtive resposta", contou a leitora, que diz ter comprado os bombons em uma loja na Rua República Árabe da Síria, na Ilha.

Procurada, a Chocolates Garoto informou que vai entrar em contato o mais rápido possível com a consumidora para agendar o recolhimento do produto para análise.

"Ressaltamos que a segurança e a qualidade dos produtos são uma prioridade inegociável para a Chocolates Garoto, por isso, a produção segue rigorosos padrões que impossibilitam esse tipo de ocorrência no processo de fabricação", informou a empresa em nota.

Fonte: G1

CONHEÇAM AS NOVAS PANICATS - CLIQUE AQUI


Read More …


Indignado e cansado das campanhas eleitorais que invadiram as ruas do País meses antes das eleições para prefeito e vereador, o artista plástico pernambucano Paulo Sol criou, em Vitória da Conquista (BA), um protesto em forma de campanha fictícia com o slogan: "menos promessas, mais arte".



Com a ajuda do filho, que é publicitário, Paulo desenvolveu a falsa campanha com direito a cavaletes, 500 cartazes e 1,5 mil santinhos. Como "padrinhos políticos", ele escolheu Pablo Picasso e Frida Khalo, além de um número da sorte que não representa nenhuma legenda.
"A ideia surgiu porque eu estava incomodado com a repetição das promessas, das campanhas, das alianças partidárias. Os candidatos associam suas imagens a outros políticos maiores, então fiz no mesmo formato e me coloquei ao lado da imagem de Frida e Picasso, que são artistas que admiro", conta ele, que há 30 anos se dedica profissionalmente às artes plásticas, sobretudo à pintura.
Política sim, partido não
Apesar da campanha fictícia, Paulo garante não ter interesse em se candidatar a cargos políticos por nenhum partido. "Mas fazer política não é só isso. Fazer política é exercer um papel de liderança, é ser um provocador. Então estou fazendo política na medida em que estou promovendo a discussão e a mudança, mas é uma política apartidária", argumenta.
Com sua arte, Paulo questiona a eficácia das propagandas feitas nas ruas pelos candidatos. "A intenção do artista é provocar a discussão e protestar. Estes são alguns dos papéis do artista. O povo se incomoda em ver os políticos sujando as vias públicas para ser lembrado. É uma poluição visual e um desrespeito. Ninguém é obrigado a engolir tudo o que os candidatos colocam na rua".
Como viaja muito pelo País, Paulo pretende ainda levar sua 'campanha' para outros Estados, como São Paulo e Belo Horizonte. "Artista não é só aquela pessoa que fica trancada em um quarto escuro criando. Ao propor um novo olhar sobre algo, o artista provoca a mudança no outro, e se torna um agente transformador".
Cavalete Parade
A exposição Cavalete Parade - em referência ao Cow Parade - foi uma das inspirações de Paulo para criação da propaganda de rua. O evento, programado para acontecer no sábado (29), em diversas cidades do País, ganhou destaque nas redes sociais depois que seus criadores passaram a divulgar o trabalho feito com cavaletes irregulares retirados das ruas de São Paulo.
Assim como Paulo, o publicitário Victor Britto, 24 anos, e o ilustrador Marco Furtado, 28, usaram a indignação com as propagandas políticas espalhadas pelas ruas para criar arte. No Facebook, o Cavalete Parade já atraiu 17 mil pessoas, e no evento programado para São Paulo, mais de 2 mil já confirmaram presença na exposição, que acontecerá na avenida Paulista.


Read More …


A casa de leilões Christie''s vai oferecer 50 itens de recordação de James Bond durante a próxima semana em uma venda de caridade que culmina em um leilão ao vivo na sexta-feira, no 50º aniversário do lançamento do primeiro filme do 007 "Dr. No".



O leilão, que vai arrecadar fundos para uma série de instituições de ajuda, incluindo a Unicef, é um de uma série de eventos que estão sendo realizados em todo o mundo para marcar o aniversário de uma das franquias de cinema mais antigas e mais bem-sucedidas do mundo.
Cinquenta lotes estarão à venda, muitos deles vindos da EON Productions, a empresa por trás da série de filmes.
Do total, 40 serão vendidos online entre 28 de setembro e 8 de outubro e 10 foram reservados para o leilão ao vivo em 5 de outubro, o "Dia Mundial de James Bond", na sede da Christie''s, em South Kensington, em Londres .
Todos os lotes serão expostos ao público de sábado até 4 de outubro, com entrada livre.
"Eu acho que o que a gente queria fazer era celebrar o 50º aniversário de uma forma significativa e que as pessoas tenham a oportunidade de comprar algumas das coisas em nosso arquivo para que pudéssemos arrecadar dinheiro para caridade", disse Michael G. Wilson, que juntamente com Barbara Broccoli, é guardião dos filmes de James Bond.
"Há um monte de coisas... a partir de 1.000 libras (1.600 dólares)", disse ele à Reuters. "Há muitas coisas para toda uma gama de colecionadores."
Entre os destaques para ele estava um modelo em escala de um terço de um Aston Martin DB5 usado nas filmagens de "Operação Skyfall", a próxima aventura de Bond que chega às telas em outubro.
O carro foi utilizado em filmes anteriores de Bond e tornou-se intimamente associado com o duplo agente fictício.
"Em Skyfall voltamos ao velho Aston Martin, o DB5, tiramos um pouco da naftalina", disse Wilson.
"Nós usamos ele no filme, mas tivemos de fazer um modelo do mesmo. Fizemos um modelo extra, em escala de um terço... que foi feito para o filme e eu acho que é uma coisa muito única de se ter."
A expectativa é de que o modelo seja arrematado por 30 mil a 40 mil libras, enquanto outro Aston Martin construído em 2008 e utilizado na sequência de abertura do último filme da franquia Bond "Quantum of Solace" tem um preço de 100 mil a 150 mil libras.
Há também uma edição especial do champanhe Bollinger oferecido por 10 mil a 15 mil libras.
"Você pode imaginar um champanhe que só sai em uma tiragem de 12?", questionou Wilson.
Ele acrescentou que os produtores de Bond vinham trabalhando com uma série de instituições de caridade por algum tempo, apesar de seus laços com a Unicef, o Fundo das Nações Unidas para a Infância, serem particularmente próximos através do envolvimento do ex-ator 007 Roger Moore.
Entre os itens menores que estão sendo vendidos estão 10 cartas de tarô usadas por Jane Seymour quando interpretou a personagem Solitaire em "Com 007 Viva e Deixe Morrer" e um cinto com uma fivela de bala de ouro usado por Christopher Lee como Scaramanga em "007 Contra o Homem Com a Pistola de Ouro".
"Com os itens oferecidos de todos os filmes oficiais de Bond já feitos, o leilão certamente deve atrair novos e antigos fãs do famoso espião britânico", disse Nicolette Tomkinson, diretor da Christie''s.


Read More …



O mundo praticamente parou essa semana para ver o anúncio da Apple sobre o iPhone 5. Mas vamos isolar todos os recursos deste celular, e parar para analisar uma nova tendência, que além do iPhone vem se consolidando nos celulares mais modernos.
O iPhone 5 virá com uma câmera fotográfica de 8mp, com resolução de 3264 x 2448, com um sistema que permitirá que sejam retratadas fotos até mesmo em ambientes escuros, e segundo o fabricante com uma excelente qualidade, além de possibilitar também fotos panorâmicas. Para os entusiastas de vídeos, a câmera também irá realizar gravação em alta definição, com resolução de 1080p.



Recentemente o fotógrafo Dan Chung do jornal The Guardian utilizou um iPhone 4s para retratar todos os eventos das Olimpíadas de Londres, e retratou imagens singulares.
E após ler o artigo de nosso amigo Alexandre Maia, referente à Sony RX1, a primeira compacta do mercado full-frame, fiquei com uma pulga atrás da orelha.
Sou um apaixonado por retratar minhas viagens, como qualquer um, mas de uns anos para cá venho acompanhando as mudanças no perfil dos viajantes retratando suas fotos. Aquele grupo (eu me incluo nele), que leva câmera, objetivas, flash, baterias, filtros, tem cada vez mais desaparecendo, e dando origem ao um volume espantoso de pessoa que tira um pequeno aparelho do bolso, e retrata a imagem da mesma forma que eu, com todo aquele equipamento, (não consideremos neste momento, todas as possíveis variáveis, de olhar, composição, qualidade, e outros de retratar a imagem).
Mas e se no ano que vem a Apple (ou outra fabricante) apresente um celular, com uma câmera full-frame, quem não ira querer experimentar essa a sensação de ter um pequeno objeto no bolso, sabendo que há um sensor full-frame.
Estamos iniciando uma nova etapa com o lançamento da Sony RX1, e toda a tecnologia que ela trouxe acoplada em uma compacta, tenho certeza que logo isso estará dentro de seu bolso, e espero ansioso por este momento.



Read More …

A Nikon apresentou na ultima quinta-feira (13) sua mais nova câmera, a Nikon D600, anunciada como a menor e mais leve câmera DSLR full-frame, além disso, a Nikon classificou a câmera como a mais acessível DSLR com sensor completo.
A Nikon D600 foi anunciada com o preço de US$ 2100 (apenas corpo), que não está nada mau se comparado com outras câmeras de sensor full-frame. A “velha de guerra” Canon 5D Mark II, por exemplo, tem preço semelhante.


Como tamanho não é documento, a Nikon D600 é parruda, ela trás as mesmas inovações que chegaram com a D4 e D800 este ano. Destaque aqui para o processador de imagens Expeed 3 que chega a ser até 20 vezes mais rápido que o processador de imagens da antiga D700.
Alem do sensor full-frame de 24.3 megapixels, as especificações da câmera ainda incluem gravação de vídeo em 1080p com até 30fps ou 720p com até 60fps, faixa de ISO de 100 a 6400 com opções para 50  (Lo) e 25600 (Hi), disparo continuo de 5.5 fotos por segundo, sistema de autofoco com 39 pontos e possibilidade de controlar a câmera através de outros dispositivos usando WiFi.
Especificamente na questão de gravação de vídeos a Nikon D600 trás entrada para microfone externo e uma saída de áudio que permite conectar, por exemplo, um fone de ouvido para ter maior controle sobre o áudio produzido. Ainda tem a possibilidade de gravação de vídeos 1080p tanto em FX quanto EX e uma saída HDMI não comprimida, que permite a passagem direta da imagem em full-HD para um monitor ou gravador externo conectado a câmera.
Já o corpo e funcionamento da câmera também trazem novidades. O principal ponto aqui é o peso do corpo, 761 gramas. O obturador, que consegue velocidades de 1/4000s até 30s foi testando e garantido para 150 mil ciclos (disparos). A D600 também conta com um horizonte artificial que permite verificar tanto no visor quanto no LCD a posição da câmera em relação ao horizonte, opções para 19 modos de cenas automáticos alem de opções de edição das imagens direto no LCD, esses dois últimos pontos geralmente não são levados em conta por quem esta comprando uma câmera com sensor full-frame, mas são claramente recursos que a Nikon esta utilizando para tornar as câmeras FX mais populares.


Dirk Jasper, gestor de produtos da Nikon na Europa disse: “Estamos muito entusiasmados com o potencial da Nikon D600 em levar os modelos FX a uma diversidade de fotógrafos mais ampla do que nunca. Muitos verdadeiros entusiastas esperam há muito por isto. O fato de esta câmara herdar algumas das tecnologias mais recentes das nossas câmaras profissionais significa que é realmente inovadora no seu segmento.”
A Nikon anunciou ainda uma opção Kit que acompanha uma lente 24-85mm f/3.5 e sai por US$ 2800. A câmera estará disponível para venda no dia 18 de setembro no exterior, ainda sem preço e previsão para chegar no Brasil.

Especificações técnicas da Nikon D600

Sensor: full-frame (35,9 x 24mm) de 24.3 megapixels
ISO: de 100 até 6400, máximo de 25600 (expandido)
Resolução: até 6.016 × 4.016 pixels (24.3 megapixels)
Vídeo: 1080p em 30/25/24 fps, e 720p em 60/50/30/25 fps
Disparados contínuos: 5,5 fotos por segundo
Tela: LCD de 3,2″ e 921.000 pontos
Armazenamento: duas entradas para cartão SD
Peso: 761g

Assista ao vídeo oficial de divulgação da Nikon D600



Read More …